Ônibus Paraibanos

STTP executa primeira etapa do projeto de faixa exclusiva de ônibus na Av. Floriano Peixoto em Campina Grande

Fonte: Prefeitura municipal de Campina Grande
Foto: Ruan Silva

Campina Grande teve um acréscimo significativo do
número de veículos nos últimos anos. Em 2003, a cidade tinha uma frota de 47
mil veículos e, hoje, já conta com 135 mil, num acréscimo de 6% ao ano. Esse
grande volume de veículos gera uma crescente disputa de espaço físico nas vias
públicas de Campina Grande, com um acirramento bem mais elevado nas áreas com
grandes corredores.De acordo com Vicente Rocha, superintendente da STTP,
em diversas áreas da cidade o órgão vem desenvolvendo ações de engenharia de
tráfego para estancar problemas de fluxo de veículos e melhorar a velocidade
operacional dos ônibus, em vias como a Avenida Canal, Almeida Barreto, Aprígio
Veloso e Almirante Barroso, sempre procurando despertar nos condutores de
veículos a importância da educação de trânsito.

“Lamentavelmente, nossos motoristas ainda não conseguiram desenvolver
suficientemente a educação de trânsito, compreendendo o respeito de uns para os
outros naquilo que concerne aos seus direitos e deveres”, pondera.

Por determinação do prefeito Romero Rodrigues, a STTP promoveu estudos e está
executando o projeto de faixa exclusiva de ônibus na Avenida Floriano Peixoto,
no trecho entre o Hospital de Trauma até o Viaduto, em duas etapas.

O projeto é similar ao que foi implantado na Avenida
Canal, que resultou em sucesso de melhoria para o sistema de transporte público
de passageiro.

Nesta primeira etapa, os trabalhos já foram iniciados, na última segunda-feira,
04, com a implantação de mais de 60 placas regulamentando o estacionamento e
parada proibida no trecho entre a Rua Melo Leitão ao Trauma.

A execução do projeto se dá em várias etapas, incluindo
serviços operacionais de engenharia, fiscalização e de educação. A partir da próxima
segunda-feira, 11, será realizada uma campanha educativa, informando quanto à
mudança estabelecida no estacionamento proibido daquela via.

Através de encontros e reuniões, o projeto será discutido com a comunidade,
apresentando todo o planejamento de execução à população e comerciantes do São
José, Centenário, Santa Rosa e Malvinas, mostrando o que é a faixa exclusiva de
ônibus e suas consequências.

Conforme o cronograma de ações de melhoria urbana naquela avenida, serão
executados os serviços de implantação da faixa da direita como preferencial
para coletivos e proibição aos motoristas de parar e estacionar seus veículos
no lado direito da avenida, nos dois sentidos.

Após a realização do trabalho educativo de estacionamento proibido, a STTP
estará implantando a sinalização horizontal com marca viária e tachões. Para
isso também será feita outra ampla campanha educativa através da imprensa e por
toda avenida, informando através de panfletagem.

Em seguida haverá o trabalho de fiscalização de orientação,
através de equipes de agentes de trânsito que estarão abordando condutores de
veículos e informando das mudanças naquela artéria.
E, por fim, em meados de dezembro, haverá a última
etapa do planejamento, com a fiscalização punitiva de proibição de estacionamento.
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.