Novos ônibus, novos desafios

Fonte:
Automotive Business

Matéria / Texto: Iêda Maria Alves de Oliveira, gerente da Eletra

Foto:
JC Barboza

O
mercado de produção de ônibus está diante de novos desafios. O debate sobre
mobilidade urbana e transporte público no país entrou na agenda de prioridades
da população. Aliada a essa discussão, a sociedade vem cobrando cada vez mais
responsabilidade ambiental das empresas de todos os setores, como forma de
contribuição para um desenvolvimento sustentável da economia. Os números do
transporte individual demonstram os erros de escolhas no passado, que
contribuíram para aumentar os congestionamentos e os níveis de poluição,
principalmente nas grandes cidades. Na região metropolitana de São Paulo, por
exemplo, o número de automóveis registrou aumento de 76% entre 2001 e 2012.
Hoje, são 8,6 milhões de veículos a circular nessa região. 

Os
especialistas da área apostam em soluções como os BRTs (Bus Rapid Transit),
em implantação no Rio de Janeiro e que também deve ser adotado em São Paulo.
Com custos menores de implantação e operação do que outros modais de transporte
público, os corredores desse sistema também precisam ser vistos como
alternativa limpa de transporte. Não adianta apenas colocar os veículos nesse
novo modal, é preciso também que os BRTs não se transformem em corredores de
poluição.
A
Eletra é uma empresa brasileira especializada na produção de ônibus híbridos e
elétricos, que aposta nessa nova tendência do mercado e acredita ser este o
caminho que o setor deve percorrer nos próximos anos. Estamos há mais de 30
anos no mercado com soluções pioneiras. Já ultrapassamos a marca de 300
trólebus e em 45 híbridos. Esses veículos estão em operação na grande São
Paulo, além de cidades como Rosário, na Argentina, e Wellington, na Nova
Zelândia.
Fizemos
uma aposta na produção de ônibus híbrido e elétrico para transporte urbano de
passageiros. O resultado desse esforço estão nos nossos novos produtos, como o
trólebus com capacidade de percorrer até sete quilômetros após a interrupção do
fornecimento de energia e o HíbridoBr, com motor em “série”, no qual apenas
o motor elétrico é responsável pela tração nas rodas, enquanto que o
conjunto motor-gerador gera a energia necessária para movimentar o veículo.
Nosso
desafio agora é dar mais um importante passo; devemos anunciar ainda neste ano
outro produto inovador no mercado internacional. O novo ônibus é resultado da nossa
enorme disposição para contribuir para um transporte público de qualidade,
eficácia e sustentabilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.