Série voltando ao passado: Acidente com ônibus que ia para a Paraíba mata 15 no Espírito Santo

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos / O Globo
Matéria/Texto: JC Barboza
Foto: A Gazeta
Em 18 de março de 2003, um trágico acidente
envolvendo um ônibus da Viação Itapemirim que partiu de São Paulo para Campina
Grande na Paraíba, vitimava fatalmente 15 dos seus 40 passageiros. O acidente
que é considerado um dos piores envolvendo ônibus que iam para a Paraíba,
chocou a muitos, até mesmo a policiais rodoviários já experientes que tinham
vivido inúmeros acidentes na BR-101, rodovia ao qual aconteceu o acidente
envolvendo o ônibus e uma carreta de cocos que vinha do Ceará para o Rio de Janeiro. O acidente ocorrido na região
metropolitana de Vitória, capital do Espírito Santo, de madrugada por
volta das 03:30 da manhã. Confiram mais sobre essa tragédia em nossa série voltando ao passado!!!  

“Um acidente entre um ônibus da Viação
Itapemirim e uma carreta que transportava cocos, na madrugada de ontem,
provocou a morte de 15 pessoas e deixou outras 33 feridas, na BR-101 Sul, em
Viana na região metropolitana de Vitória. O ônibus que saiu de São Paulo às
11:30 de domingo, ia pra Campina Grande, na Paraíba, com 40 passageiros, quando
às 03:30 da manhã bateu de frente com a carreta.
Com o impacto os dois veículos ficaram destruídos e
a carga da carreta entrou no ônibus, ferindo os seus ocupantes. O motorista do
ônibus, Norival Stellet Garnier, 12 passageiros – quatro homens, sete mulheres
e uma menina de aproximadamente 2 anos – e os dois ocupantes da carreta
morreram na hora.
Passageiros acusam motorista do ônibus
Os passageiros acusam o motorista do ônibus de ter
provocado o acidente, por ter invadido a pista contrária. A carreta estava a 90
Km por hora, conforme registro do tacógrafo do veículo.
– Desde Campos ele vinha fazendo freadas bruscas –
acusou o aposentado Enoque Ramos da Silva, 48 anos.
Enoque contou que acordou com o barulho da batida,
e teve de passar por cima de cadáveres, para socorrer os passageiros feridos
dentro do ônibus. As vítimas foram levadas para hospitais da grande Vitória.
Uma equipe de peritos da Polícia Rodoviária
Federal, Civil e Corpo de Bombeiros, vai investigar as causas da colisão.
– Aparentemente uma falha humana causou o acidente,
mas pode ter sido problema mecânico também. O que posso dizer é que jamais vi
uma catástrofe como essa em minha história de 10 anos na Polícia Rodoviária
Federal – contou o Superintendente Regional da Polícia Rodoviária, inspetor
José Ramão Mariano Filho.
A Viação Itapemirim divulgou uma nota oficial
lamentando o acidente e informou que equipes de apoio da empresa chegaram ao
local da colisão pra ajudar os feridos. Foi o segundo acidente com ônibus da
Viação Itapemirim no Espírito Santo em menos de 12 horas. O primeiro aconteceu
no município de Piúma ás 18 horas de domingo quando um ônibus capotou, mas
ninguém ficou ferido.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.