Neoplan Jumbo Cruiser, o maior do mundo entre 1975 a 1990

Fonte: Mobilidade em foco
Matéria/Texto: Carlos Alberto Ribeiro
Foto: Divulgação

Aproveitando
a dica do Thiago Souza, na página Unibuss, sobre o ônibus Neoplan Jumbo
Cruiser, resolvi pesquisar alguns dados, valer-se de outros que tinha em arquivo e transformar em matéria os dados
sobre este fantástico veículo. O Neoplan Jumbo Cruiser, quando foi lançado,
teve sua carroceria considerada como um “Double Decker multi-eixo treinador
articulado versão cidade”. Seu projeto e construção coube a fabricante Neoplan
Bus GmbH e foi lançado no ano de 1975 e fabricado até 1992, portanto, teve uma
vida razoavelmente longa na linha de produção, 17 anos. Seus dados técnicos,
referentes a carroceria, tinha como especificação os seguintes dados: 1)
comprimento: 18 metros; 2) largura: 2,50 metros; 3) altura: 4,00 metros.  

Com
capacidade para 170 passageiros, na época, teve o seu nome incluso no livro
Guiness World Records (livro dos recordes) como o maior ônibus do mundo.

Foi um modelo que não se consagrou como um grande
campeão de vendas e não teve produção em larga escala. Um ônibus Jumbo Cruiser
teve os seus salões de passageiros modificados em relação ao projeto original,
que era à configuração pra 170 passageiros e uso urbano. Priorizou-se o conforto
interno. Para tanto foram instaladas 80 poltronas, com maior espaçamento e
largura entre elas, além de outros itens de comodidade. Foi utilizado para
fazer uma linha internacional ligando os países da Bélgica a Espanha. A nova
linha foi um sucesso, com excelente índice de ocupação de assentos, até que
após 160.000 quilômetros percorridos do itinerário, portanto, várias viagens de
ida e volta, um acidente de grande monta aconteceu.

O novo ônibus tombou e causou repercussão muito
desfavorável em vários países da Europa. No início especulou-se que o
tombamento do veículo era devido a uma falha no projeto original do ônibus,
muito alto e com problemas de estabilidade. Mas depois de uma ampla
investigação conclui-se que o acidente foi falha humana, um ato inseguro, e não
condição insegura. Se fosse condição insegura então a culpa era do projeto. Mas
descobriu-se que o motorista do ônibus que tombou, saiu da pista por imperícia
ao volante, causada por uma xícara com café quente, que estava tomando e derramou
sobre as pernas. Veja o absurdo. 

Mesmo assim o projeto do Jumbo Cruiser foi
modificado. Um novo engenheiro projetista, da empresa Caross Center, da
Bélgica, foi contratado e refez o projeto original. O design da carroceria
ficou mais moderno, houve mudanças na suspensão, no motor, na caixa de marchas,
na fiação elétrica e no painel de instrumentos. Uma versão do Jumbo Cruiser
teve sua homologação concedida para ser vendido no Reino Unido em novembro de
2006 e teve algumas unidades vendidas até fevereiro de 2010.

A Neoplan é uma fabricante de ônibus com sede
administrativa na Alemanha e é considerada uma das maiores fabricantes de
carrocerias de ônibus da Europa Ocidental, além de sempre ter se pautado em
lançar veículos que abriram novas tendências de mercado para o mundo todo,
inclusive o Brasil, ocupando nichos antes inexplorados. Assim foi com o
conceito Jumbo Cruiser, depois substituído na linha de produção pelo
moderníssimo Skyliner, cujo projeto absorveu itens da carroceria e da
plataforma do Jumbo Cruiser.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança