Novidades com mais acessibilidade na empresa intermunicipal Rodoviária Santa Rita

Fonte: Portal Ônibus
Paraibanos
Matéria/Texto: Paulo
Rafael Viana
Fotos: Lucas Lima, Thiago Martins de Souza, Leandro
de Souza Barbosa
E a empresa Rodoviária
Santa Rita, que opera linhas intermunicipais ligando a cidade de mesmo nome à
capital João Pessoa, começa com suas aquisições nesse corrente ano de 2013.
Suas duas últimas aquisições foram nos anos de 2011 e 2012, com algumas unidades
do modelo Neobus Mega e Ciferal Citmax, oriundos do grupo Redentor do Rio de
Janeiro, no final de março de 2011, e outro lote de Neobus Mega ex-Nossa
Senhora de Lourdes, também do RJ, em agosto de 2012. Dessa vez o que chegou foi
o modelo Torino, a versão mais recente, que até então era inédito na Santa
Rita. Saibam mais aqui!

O único desses
recém-chegados Torinos, que foi registrado por nosso membro e amigo Lucas Lima,
foi o carro 50.12, que entrou como renovação de frota no lugar de um Busscar
Urbanuss com chassi Volkswagen 16.180 CO, oriundo da extinta empresa
pernambucana Olindense:
Esse novo 50.12 possui
carroceria Marcopolo Torino “G7” 2007 sobre chassis Mercedes-Benz
OF-1722, ano 2010. Isso mesmo, possui apenas três anos de uso e está em perfeitas
condições de uso. Além disso, possui três portas, sendo equipado com elevador
para portadores de necessidades especiais, para garantir mais ainda a
acessibilidade entre Santa Rita e João Pessoa, na porta central. Originalmente
tinha itinerário lonado, mas a Santa Rita implantou itinerário eletrônico em
LED da marca Inova. Confiram ele em mais uma foto:
O que se sabe é que são
quatro carros, mas segundo um funcionário da própria Rodoviária Santa Rita, são
cinco as aquisições para essa excelente renovação por parte da empresa. Essa
aquisição da SR é oriunda do Rio de Janeiro, da empresa Transportes Santo
Antônio, sediada em Duque de Caxias. Na foto abaixo podemos ver o carro DC
3.160, que é exatamente o atual 50.12:
O atual 50.12 da Santa Rita
Fica registrado aqui os
parabéns à empresa Rodoviária Santa Rita por parte de toda a equipe do Portal
Ônibus Paraibanos. Parabéns pelo esforço em manter uma renovação na frota da
empresa, mesmo perante tanto transporte clandestino fazendo o que quer e quando
quer, ilegalmente. Parabéns, Rodoviária Santa Rita!

19 comentários em “Novidades com mais acessibilidade na empresa intermunicipal Rodoviária Santa Rita”

  1. As empresas mesmo com as dificuldades,começam a mostrar folego embora que discretamente,as autoridades deveriam agir também na organizaçao do transporte publico que está uma bagunça.

  2. Parabéns nada! Ônibus usados! E ainda por cima irresponsabilidade nos horários! Além de valor da passagem absurdo! Entre outros absurdos!
    E outra: fica enfiando ônibus 3 portas na frota, aí fica faltando mais espaço ainda e lugar pras pessoas! Deveria adquirir ônibus com acessibilidade sendo 2 portas.

    Lucas.

    1. motorista da SANTA RITA

      sabemos que é dificil agradar todo mundo, se comprasse de duas portas ia aparecer alguem pra dizer que era melhor de tres porque acelera o desembarque, quando compra de tres dizem que é pra tirar cadeiras
      a unitrans so compra de tres portas e voce naum fala nada

      mas se vc quiser comprar a empresa, administrar e so comprar onibus 0km do jeito que esta, fique a vontade, aguardamos por vc para salvar nossa situaçao

      ass. juvenal antena

    2. MEU A EMPRESA TA TENTANDO DA O CONFORTO AOS SEUS PASSAGEIROS E PONTUALIDADE NOS HORARIOS É VOCE VEM COM ESSE SHOWZINHO ? FICA NA TUA MALUCO PIOR QUEM MORA EM BAYEUX QUE É COLADO A JOÃO PESSOA TEM MAS ONIBUS E AS EMPRESAS NAO FAZ NEM QUE SEJA UMA COMPRA DE ONIBUS USADO !! A SANTA RITA E UMA DAS EMPRESA QUE FAZ O TRANSPORTE DE SANTA RITA PARA JOÃO PESSOA QUE É MAS LONGE E TA AE TENTANDO DA O MELHOR DELA VOCE DEVERIA APOIA E NAO RECLAMAR !!!

    3. Concordo com o motorista da Santa Rita, certa vez peguei o 50.08 de três portas e desci na porta de trás e outros descendo na porta do elevador, e até o ano passado, NÃO encontrei nenhum problema desde a aquisição dele, e tbm andei em outros, ex-RJ e tbm sem problemas…

  3. para o amigo ai que criticou a compra do onibus de 3 portas e por ser do ano de 2010 fique sabendo que a unitrans comprou 20 em dezembro de 2012 usado da mesma empresa que a santa rita comprou pois estao em otimo estado de conservação,vc so mostra que não entende de nada,parabens a santa rita,pois a concorrência com os clandestinos é desigual

    1. VOCÊS ESTÃO FALANDO TUDO ISSO, MAS SOU EU QUEM PEGO ESSAS PORCARIAS TODOS OS DIAS! E GOSTARIA MUITO DE TER DINHEIRO PARA COMPRAR ESSA EMPRESA E DAR MAIS RESPEITO AOS SANTA-RITENSES!
      E NÃO É SÓ CULPA DOS ALTERNATIVOS NÃO!
      NÃO IA ACHAR RUIM SE FOSSEM DUAS PORTAS DIZENDO QUE DIFICULTAVA O DESEMBARQUE NÃO, CARA! E NÃO RECLAMO DOS ÔNIBUS DA UNITRANS POIS ELES TEM MAIS FREQUÊNCIA DE ÔNIBUS CIRCULANDO! MAS NÃO DEIXO DE ACHAR RUIM ÔNIBUS DE TRÊS PORTAS! É INVIÁVEL PARA QUALQUER LUGAR DEVIDO AO CONTINGENTE DE PESSOAS!
      TEMOS ACESSIBILIDADE COM ÔNIBUS DUAS PORTAS TAMBÉM!
      OS ÔNIBUS USADOS SÃO ATÉ MELHORES QUE AS SUCATAS QUE JÁ ANDAM!
      SÓ NÃO ACHO LEGAL ÔNIBUS TRÊS PORTAS E NÃO DEI SHOWZINHO NÃO!
      SÓ EXPRESSEI MINHA OPINIÃO! PENA QUE NÃO HAJA ACEITAÇÃO DISSO AQUI!

      LUCAS

  4. E além do quê, esse tipo de configuração é o mais adequado para a acessibilidade, ou seja, para o elevador do veículo e a segurança do cadeirante.

    Repare que na foto o condutor do veículo usa a porta traseira como desembarque. Isso possibilita que o elevador receba menos esforços de peso e só seja usado quando for necessário, ou seja, nos desembarques maiores ou em terminais de integração ou quando for necessário embarcar um cadeirante.

    Na porta traseira, o elevador além de receber impacto do tráfego da entrada e saída de passageiros, já que todo mundo acaba tendo que subir e descer por aquela escada, termina por danificar o mesmo. Só para citar um exemplo, temos o caso do 1001, que opera com veículos de 2 portas com elevador na traseira: em alguns horários a linha enche até as portas, e acaba que pelo menos umas 5 a 8 pessoas acabam viajando em cima do elevador fazendo com que ele tenha esforço desnecessário, e quando for realmente usado, não corresponda no funcionamento.

    Além disso, o cadeirante num ônibus com elevador na porta traseira fica sujeito a trepidação do ônibus, o que já não acontece nesse veículo onde o equilíbrio é estável, já que o posto está no entreeixos apoiado sobre as rodas, enquanto no balanço traseiro a trepidação é grande porque não há nada embaixo apoiando. Como o nome diz, é balanço (o espaço entre o eixo e a traseira, ou a dianteira).

    A empresa não errou na compra dos veículos, afinal não removeu cadeira nenhuma porque os carros já vem configurados assim de fábrica; desde 2009 os ônibus são fabricados seguindo normas de acessibilidade, e no futuro toda a frota da Santa Rita como a de qualquer empresa estará assim. Se estava dentro da possibilidade dela, compreensível até pelo momento que as intermunicipais sofrem por conta do transporte clandestino. Fez até mais além do que ela poderia.

    Melhor a empresa ter adquirido um veículo desses do que ter feito como a Reunidas de Cabedelo que retirou um ônibus adaptado na mesma semana e o trocou por um que nem adaptado era.

  5. Josivaldo Avelar, sou leigo no assunto, mas em todas as capitais e cidades do sudeste onde os ônibus tem três portas eles abrem as duas traseiras para desembarque mesmo tendo apenas 1 passageiro pra descer, e nunca vi um elevador quebrar por isso, acho um absurdo aqui em joão pessoa nas linhas de 3 você ter que se deslocar até a porta dianteira pra poder desembarcar, principalmente nos ônibus articulados, é algo que só acontece aqui mesmo.

    Sobre a empresa santa rita, que ótimo que estão renovando a frota, mas não concordo em comprar ônibus usado, comparando com o sudeste novamente, nas cidades que frequento as empresas sempre compram ônibus 0 km

    1. Bom, você falou todas as capitais do sudeste, então já não posso falar se é mesmo.

      Eu moro em Recife, o embarque aqui é na porta dianteira e desembarque pela última porta. Mesmo tendo a porta do meio, o desembarque é na última. O meio só abre pra desembarque quando o ônibus está lotado, mas fora esse motivo não abre o meio pra descer não, pelo menos aqui em Recife…

    2. No sudeste as empresas são bem maiores do que as do nordeste e tem bem mais concorrência do que por aqui, e aqui em joão pessoa a porta do meio é sim utilizada quando os veiculos estão muito cheios, na lagoa pela manhã é fácil ver isso acontecer, principalmente com os articulados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Busscar Vissta Buss DD da Auto Viação Catarinense A nova linha Marcopolo G8 Paradiso DD Rota Transportes com soluções Marcopolo BioSafe Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 06/2021 O novo Apache Vip Os raros El Buss da Gontijo Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental