Edição Especial: Série “Eu era assim / Estou assim” – Paranapuan 10033

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos
Matéria/Texto: Paulo Rafael Viana

Em mais uma matéria que mostra o antes
e depois de algum ônibus, dessa vez trazendo uma edição especial com um ônibus
que não é da Paraíba, e que sequer esteve no nosso estado alguma vez. Trata-se
do carro de numeração 10033 da empresa Transportes Paranapuan (PAN) do Rio de
Janeiro; sim, aquele micrão que caiu de um elevado na Avenida Brasil após uma
confusão entre um passageiro e o motorista (que era cobrador também). Na foto
ao lado vemos ele com a pintura padronizada dos ônibus municipais do Rio de Janeiro,
com o prefixo B10033!

O ônibus que
caiu do elevado da Avenida Brasil na capital fluminense tinha carroceria do
modelo Neobus Spectrum City e era encarroçado em chassi Volkswagen 15.190 EOD,
com ano de fabricação de 2007. Possuia placas KYI-0973 e era fixo da linha 328
– Castelo / Bananal, que foi a linha onde ele terminou nesse acidente trágico.

Ele chegou zero quilômetro na empresa
carioca Paranapuan e começou a circular no final do mês de agosto de 2007.
Chegou com a própria pintura da Paranapuan, quando antes não se tinha uma
pintura padronizada no Rio de Janeiro. Confiram como era o 10033, antes de ser
padronizado e ter a letra “B”, referente ao Consórcio Internorte, no
prefixo:

Quando inventaram a pintura
padronizada, ele teve o layout trocado, assim como os outros ônibus da frota
carioca que tinham sua própria pintura. Na foto abaixo vejam ele como B10033,
coincidentemente no mesmo ângulo e do mesmo autor da anterior:

No acidente morreram sete pessoas,
além de outras que ficaram feridas. A causa: uma discussão entre um passageiro,
que pulou a catraca para poder ficar mais perto do motorista e discutir. O
final da história vocês já sabem como terminou…

A maldição do 10033 – Coincidentemente
o ônibus anterior que ocupou o mesmo prefixo também não teve um final
tradicional. O 10033 anterior, de placas KMY-7998, era um Comil Svelto com
chassi Volkswagen 16.210 CO. Segundo informações ele foi incendiado com quase
dois meses de uso e teve perda total, jamais sequer seu chassi apareceu
novamente reencarroçado em outro ônibus. Vejam na foto abaixo o 10033 anterior:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança