STTP assegura implantação do Cartão Temporal a partir de março

Fonte: PB Agora
Foto: Divulgação

O
superintendente de Trânsito e Transportes Públicos de Campina Grande (STTP),
Vicente da Paula Teixeira, garantiu nesta sexta-feira, 22, que a partir do
próximo dia 1º de março vai ser implantado na cidade o chamado Cartão Temporal.
A iniciativa permitirá ao usuário de transporte coletivo trocar de ônibus em
qualquer parte da cidade, com o pagamento de uma única passagem. Ele
esclareceu, contudo, que o benefício será implantado em etapas. Saiba mais
aqui!

Nesta
primeira fase, o usuário do transporte coletivo vai poder, durante o período de
até uma hora, fazer dois deslocamentos pagando apenas uma passagem. Ou seja,
após desembarcar do ônibus, o passageiro terá, pelo menos, uma hora
para trocar de linha sem pagar outra passagem. “É importante destacar, contudo,
que neste primeiro momento o usuário pega inicialmente qualquer ônibus, mas só
poderá usufruir do benefício do cartão temporal caso se utilize da linha
integrada inicial, que será a 245. Aos poucos, este sistema será ampliado em
termos de linhas integradas, mesmo porque há necessidade de se fazer uma
pesquisa domiciliar ampla visando-se saber as reais necessidades da
coletividade”, afirmou.

Segundo
ele, o cartão temporal já existe em muitos municípios. Esse moderno sistema que
envolve ônibus urbanos, gera economia aos usuários, maior mobilidade e reduz o
tempo de deslocamento, além de contribuir com a melhoria
da qualidade de vida da população. “A diferença do cartão temporal é
que ao adquiri-lo, o usuário tem um tempo (daí a expressão temporal), no qual
pode pegar outro ônibus, sem necessariamente precisar ir para o terminal de
integração de passageiros. Será possível a diminuição do fluxo de transportes
coletivos no centro porque hoje, inevitavelmente, quem quiser fazer integração
tem que ir para a Avenida Floriano Peixoto, onde funciona o sistema de
integração. Com o cartão temporal poderá haver integração em qualquer bairro do
município”, garantiu.
Outro
aspecto vantajoso desse sistema é não ter a necessidade de construir terminais
de integração (obras físicas). Assim, quando todas as etapas de implantação do
novo sistema forem concluídas, o passageiro pode trocar de ônibus em qualquer
ponto de parada onde as linhas integradas se cruzam, sem precisar ir ao
terminal, localizado ao lado do Parque do Açude Novo.
O
superintendente finalizou esclarecendo que a população só tem a ganhar com a
iniciativa, mesmo porque não haverá elevação no preço da passagem, o
terminal de integração vai continuar funcionando e, por fim, só haverá o
acréscimo de mais um benefício para a melhoria e aperfeiçoamento do sistema de
transportes coletivos de Campina Grande.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança Novos Paradiso DD da Catedral Relembre os Alphas do intermunicipal paraibano