Ônibus Paraibanos

MAN perde participação nas vendas

Fonte: Automotive Business
Matéria/Texto: Giovanna Rato
Foto: Thiago Martins de Souza

Impactado pelo início do Proconve P7, etapa mais apertada da
legislação de emissões para veículos comerciais, o ranking de vendas de ônibus teve algumas mudanças entre janeiro e
outubro. A ofensiva da Mercedes-Benz resultou em um ganho de quase 2 pontos
porcentuais de participação, consolidando a liderança da marca bem a frente da
MAN, segunda colocada. A venda de chassis
com a marca da estrela diminuiu 11,4% ao longo de 2012, para 10,8 mil unidades.
Ainda assim, a queda é menor do que a do mercado total, que teve retração de
15,3% para 23,8 mil unidades nos período. A companhia garantiu 45,3% de
participação, chegando mais perto da meta de voltar a deter 50% das vendas e
recuperar o espaço perdido no ano passado. 


Na direção contrária, a MAN perdeu expressivos 5,6 pontos de
market share nos 10 meses do ano e respondeu por 27,3% das vendas. A montadora,
que produz os veículos da Volkswagen, comercializou 6,5 mil chassis, com queda
de 29,7%. Alguns negócios fechados no segundo semestre podem ainda não aparecer
nos emplacamentos, já que o encarroçamento dos chassis torna a entrega dos
veículos demorada. 

Um deles é a
encomenda de 4 mil ônibus para o programa Caminho da Escola do governo federal.
As entregas serão concluídas até janeiro de 2013 e, portanto, parte delas pode
aparecer nos licenciamentos até o fim deste ano. A MAN também passou a atuar em
um novo segmento em agosto deste ano, com o lançamento de seu chassi articulado
de BRT, voltado para corredores de ônibus. As negociações do modelo ainda podem
elevar as vendas da companhia nos próximos meses. 



A Agrale permanece
como terceira colocada no ranking apesar de perder 1,4 ponto de market share e
ficar com 11,7% do total vendido no País. As vendas da marca chegaram a 2,7 mil
veículos, com retração de 24,3%. 



A Volvo teve o
maior ganho entre janeiro e outubro e avançou 3 pontos porcentuais em
participação, para 6,1%. A empresa saltou da sexta posição em vendas em 2011
para a quarta colocação este ano. Mesmo com a retração do mercado, a companhia
elevou suas vendas em 67,4%, para 1,4 mil unidades. Boa parte deste volume
corresponde ao primeiro chassi com motor frontal da marca, o B270F. 



Além disso, a
empresa renovou toda a sua linha de ônibus com o início do Proconve P7. Mais do
que atender a legislação, o objetivo da montadora com a nova linha é ganhar
mercado. Outro lançamento deste ano foi o chassi híbrido diesel-elétrico, que
já teve unidades entregues em Curitiba (PR). 



Atrás da marca
sueca está a italiana Iveco, como a quinta que mais vende no País. A
fabricante, que também tem participação importante nas vendas para o Caminho da
Escola, teve 1,3 mil unidades licenciadas no ano, com evolução de 26,8% sobre
2011. A empresa ganhou 1,9 pp de participação e fechou outubro com fatia de
5,7% do mercado. 



Em sexto lugar, a
Scania ficou estável em relação ao mesmo período do ano passado, com 3,5% de
market share. A marca sueca reduziu seus emplacamentos em 17,3%, para 842
unidades. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.