Parceria PMJP e BID firmam acordo para melhorar transporte coletivo da Capital

Fonte: PB Agora
Foto: Paulo Rafael Viana

A
Prefeitura Municipal de João Pessoa conta agora com mais um recurso para
implementar melhorias no sistema de transporte coletivo da cidade. Isso será
possível a partir de um convênio assinado pelo prefeito Luciano Agra nesta
terça-feira (6), para elaboração do Plano de Reestruturação do Transporte
Coletivo de João Pessoa, garantido a partir de recursos do Banco Interamericano
de Desenvolvimento (BID), no valor de R$ 766.345.93. O
contrato foi firmado com a empresa líder do Consórcio Oficina/Setec, em
solenidade realizada no gabinete do prefeito, no Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria,
contando com a presença de secretários do governo municipal.




Na
ocasião, Agra lembrou que os recursos destinados pelo BID são a fundo perdido e
deverão ser aplicados em uma série de estudos para a implementação de mudanças
no sistema de transporte coletivo da cidade. Essas ações devem complementar as
medidas previstas no projeto Caminho Livre, já em andamento, e no PAC da Mobilidade,
que também já tem recursos garantidos pelo Governo Federal.



O objetivo, segundo o prefeito, é viabilizar o
sistema de transporte e trânsito de João Pessoa por meio de um plano que será
aplicado também nos próximos 25 ou 30 anos. O trabalho que será realizado com
os recursos do BID também terá legitimação social. “Vamos escutar as
comunidades e discutir as soluções apresentadas depois do estudo”, disse Agra,
que assinou também a ordem de serviço para início dos trabalhos.



Estudo
– O Consórcio Oficina/Setec, que ficará responsável pelo estudo, é formado
pelas empresas Oficina Engenheiros Consultores Associados Ltda., Setec
Internacional/Setec Hdirobrasileira e Obras e Projetos Ltda. O representante legal
do consórcio, Antônio Santana, enfatizou que os recursos do BID sempre são
concedidos a partir de critérios definidos. “É importante que já exista uma
leitura da cidade, de como ela estará em 10 ou 15 anos, e quais as obras de
infraestrutura necessárias”, disse ele.



O estudo, explica o superintendente executivo de
Mobilidade Urbana, Nilton Pereira, será realizado por meio de uma bateria de pesquisas
e simulações, com a participação, além das empresas consultoras, de técnicos da
Prefeitura de João Pessoa. O planejamento das soluções apontadas também será
feito em conjunto com uma equipe do governo municipal.



Nilton Pereira destaca que o último projeto para o
sistema de transporte coletivo de João Pessoa foi realizado há 30 anos, e que o
trabalho a ser realizado pela consultoria ajudará a identificar as reais
necessidades de locomoção e tempo de mobilidade dos usuários que utilizam os
ônibus coletivos. “A partir disso, serão elaboradas soluções para o sistema que
venham a atender a essas necessidades do transporte coletivo da Capital”, disse
ele.



A perspectiva é que, além da Semob, outras
secretarias se envolvam no projeto durante o planejamento das ações. “Já
trabalhamos anteriormente de forma intersetorial, no que diz respeito ao
trânsito de João Pessoa. Nessa ocasião, contamos com a participação de
secretarias como a de Habitação Social e a de Planejamento”, reforçou o
prefeito.
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.