Parceria PMJP e BID firmam acordo para melhorar transporte coletivo da Capital

Fonte: PB Agora
Foto: Paulo Rafael Viana

A
Prefeitura Municipal de João Pessoa conta agora com mais um recurso para
implementar melhorias no sistema de transporte coletivo da cidade. Isso será
possível a partir de um convênio assinado pelo prefeito Luciano Agra nesta
terça-feira (6), para elaboração do Plano de Reestruturação do Transporte
Coletivo de João Pessoa, garantido a partir de recursos do Banco Interamericano
de Desenvolvimento (BID), no valor de R$ 766.345.93. O
contrato foi firmado com a empresa líder do Consórcio Oficina/Setec, em
solenidade realizada no gabinete do prefeito, no Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria,
contando com a presença de secretários do governo municipal.




Na
ocasião, Agra lembrou que os recursos destinados pelo BID são a fundo perdido e
deverão ser aplicados em uma série de estudos para a implementação de mudanças
no sistema de transporte coletivo da cidade. Essas ações devem complementar as
medidas previstas no projeto Caminho Livre, já em andamento, e no PAC da Mobilidade,
que também já tem recursos garantidos pelo Governo Federal.



O objetivo, segundo o prefeito, é viabilizar o
sistema de transporte e trânsito de João Pessoa por meio de um plano que será
aplicado também nos próximos 25 ou 30 anos. O trabalho que será realizado com
os recursos do BID também terá legitimação social. “Vamos escutar as
comunidades e discutir as soluções apresentadas depois do estudo”, disse Agra,
que assinou também a ordem de serviço para início dos trabalhos.



Estudo
– O Consórcio Oficina/Setec, que ficará responsável pelo estudo, é formado
pelas empresas Oficina Engenheiros Consultores Associados Ltda., Setec
Internacional/Setec Hdirobrasileira e Obras e Projetos Ltda. O representante legal
do consórcio, Antônio Santana, enfatizou que os recursos do BID sempre são
concedidos a partir de critérios definidos. “É importante que já exista uma
leitura da cidade, de como ela estará em 10 ou 15 anos, e quais as obras de
infraestrutura necessárias”, disse ele.



O estudo, explica o superintendente executivo de
Mobilidade Urbana, Nilton Pereira, será realizado por meio de uma bateria de pesquisas
e simulações, com a participação, além das empresas consultoras, de técnicos da
Prefeitura de João Pessoa. O planejamento das soluções apontadas também será
feito em conjunto com uma equipe do governo municipal.



Nilton Pereira destaca que o último projeto para o
sistema de transporte coletivo de João Pessoa foi realizado há 30 anos, e que o
trabalho a ser realizado pela consultoria ajudará a identificar as reais
necessidades de locomoção e tempo de mobilidade dos usuários que utilizam os
ônibus coletivos. “A partir disso, serão elaboradas soluções para o sistema que
venham a atender a essas necessidades do transporte coletivo da Capital”, disse
ele.



A perspectiva é que, além da Semob, outras
secretarias se envolvam no projeto durante o planejamento das ações. “Já
trabalhamos anteriormente de forma intersetorial, no que diz respeito ao
trânsito de João Pessoa. Nessa ocasião, contamos com a participação de
secretarias como a de Habitação Social e a de Planejamento”, reforçou o
prefeito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 08/2021 Senior da PB Rio Apache Vip V da Viação Pendotiba Apache Vip V da N.S. Penha Vissta Buss 360 da 1001 Torino da Turp Transporte Viação Águia Branca estreia o Marcopolo G8 Apache Vip V da Transportes Flores Apache Vip IV da Auto Viação Vera Cruz Viação Águia Branca recebe os primeiros Marcopolo G8 Apache Vip IV da Viação Araçatuba Novos chassis rodoviários Volvo para longas distâncias