Ônibus Paraibanos

Planalto de Campina Grande e a tradição esquecida

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos
Matéria/Texto: Philippe Figueiredo
Fotos: Acervo Paraíba Bus Team

Hoje vamos andar por um período de bonança para as empresas do nordeste, que foi o período das décadas de 60 a 80, mais precisamente na década de 80 com esse lindo Cobrasma com chassi da querida empresa Planalto de Campina Grande hoje varrida do mapa pela faminta Guanabara. A origem da empresa Planalto, remonta entre as décadas de 50 e 60 e foi uma das pioneiras no transporte de passageiros para outras regiões do país. Primeiramente, a empresa fez linha para o Rio de Janeiro e com o advento da nova capital Brasília, uma região até então desconhecida a Planalto começa a atuar nessa região promissora onde muitos nordestinos migravam para aquela região a procura de emprego, sendo portanto um setor bastante rentável.

A sede da empresa era na cidade de Campina Grande, primeiramente no ponto de cem-réis, para quem conhece, fica no término da avenida canal em direção ao bairro da Conceição. O interessante é que na entrada da garagem, precisamente no escritório ou portaria, as janelas eram de ônibus antigos bem como a porta de entrada. Há tempos que não passo pelo o local, mas acho que ainda existe esse escritório.

As linhas da empresa especificariam somente a capital federal, saindo dos estados da Paraíba e Rio Grande do Norte. A linha para o Rio saindo de Campina Grande, ficou com a Itapemirim. Em 1995 a empresa constrói a sua nova sede próximo a rodoviária nova de Campina Grande e em 1996, muda sua pintura que era essa da foto, para aquela das bandeirinhas que perdurou até os últimos dias da empresa. Em 1997 a Planalto é arrendada a Real Expresso do Distrito Federal até sua venda.

Essa sociedade vem desde o final da década de 90, quando o grupo Real Expresso arrendou a Planalto em um período de tempo, com o compromisso de renovar toda a frota que por sinal estava velha, por uma nova. Realmente a frota foi toda mudada e os carros comprados 0 km. Mais houve uma briga na justiça entre o dono da Viação Planalto, o Sr. Raminho com os seus sócios da Planalto, que são donos da Real Expresso do Distrito Federal. Raminho queria 100% da empresa novamente em suas mãos, pois a empresa estava meio à meio entre os dois sócios.

Em 99 a Guanabara compra a VIPÚ que tinha linhas para Brasília saindo do Ceará. A partir daí, tinha uma conexão que saia da Paraíba que ia até Cajazeiras interligando com essas linhas do Ceará para Brasília. A Viação Planalto passa a ser alvo em potencial para Jacob Barata, pois estrategicamente integrava quase todo o nordeste as linhas para a capital federal juntamente com a VIPÚ.

Em 2009 a empresa é adquirida pela Guanabara e na nova gestão, a maioria das linhas que eram da Planalto são desativadas, encerrando melancolicamente a história de uma das mais tradicionais empresas de ônibus paraibanas.

Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.