Ônibus Paraibanos

Pouca oferta de ônibus

Fonte: Jornal da Paraíba
Foto: Heron Junior

Apesar de estar entre as regiões com maior número de moradores,
o Loteamento Colinas do Sul e o Conjunto habitacional Gervásio Maia,
localizados na zona Sul de João Pessoa, sofrem com deficiências no transporte
público. Moradores se queixam da pouca oferta de
ônibus e dos intervalos entre as viagens que chega a ser de uma hora, situação
que se agrava nos finais de semana. A Superintendência de Mobilidade Urbana
(Semob) garante já estar agindo para minimizar os prejuízos e afirma já ter
ampliado a frota de veículos que cobre a área.

As duas localidades ficam instaladas na
área de Gramame e, juntas, abrigam a 24.829 pessoas, segundo estimativa do
Censo Demográfico 2010, feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística
(IBGE). A quantidade é maior até mesmo que a encontrada em bairros mais
antigos, como o Centro (3.644) e Castelo Branco (11.642). O crescimento
populacional na zona Sul da capital, verificado na última década, não foi
devidamente acompanhado pelos serviços de transporte público.
Segundo os moradores, a quantidade de
ônibus que trafega pelo Gervásio Maia e Colinas do Sul é insuficiente para
atender a demanda e obriga a população a esperar por até 60 minutos para
embarcar no coletivo. Nos finais de semana, em que a frota de veículos é
reduzida, a situação piora.
A estudante Camila Silva afirma ter
dificuldades para sair do bairro nos finais de semana. “A demora para passar
ônibus tira a vontade de sair de casa. No final de semana, tem menos gente na
rua e menos ônibus circulando. A gente chega a passar mais de uma hora no ponto
de ônibus. Termina sendo até perigoso, passar tanto tempo sozinha na parada”,
comenta. “A impressão que passa é que o bairro cresceu muito rápido e continuou
com a mesma quantidade de ônibus”, acrescenta.
A aposentada Joana Alves diz que muitas
vezes prefere andar a pé a ter que pegar um ônibus. “Dependendo da distância,
compensa mais ir andando que esperar um ônibus passar. Outro dia fui e voltei
do Geisel e o mesmo pessoal continuava esperando na parada de ônibus. Quem
precisa pegar ônibus todos os dias para trabalhar sofre com os atrasos”,
reclama Joana.
A área do Loteamento Colinas do Sul e o
Conjunto habitacional Gervásio Maia é atendida por cinco linhas de ônibus: 103,
114, 116, 2501 e 5201. De acordo com o Diretor de Planejamento da Semob,
Adalberto Araújo, as deficiências dessas localidades já foram identificadas e
já começaram a ser tomadas as providências para solucionar os problemas dos
moradores. “Há cerca de 15 dias nós fizemos intervenções na cobertura de
transporte coletivo da área. Acrescentamos mais uma linha, a 5201, aumentamos o
número de carros e agora são feitas aproximadamente 200 viagens. Também foi
aberto mais um corredor de ônibus”, informa.
O crescimento demográfico acelerado é a
raiz do sobrecarregamento do transporte coletivo, confirma o diretor. “Os
bairros da zona sul estão crescendo muito rápido e estamos buscando
alternativas para acompanhar esse crescimento, mas toda alteração leva um tempo
para ser implementada”.
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.