Ônibus Paraibanos

Grupo ZF apresenta tecnologias de ponta para ônibus na 64º Salão Internacional do Transporte de Hanover

Fonte: Segs

Antecipando o futuro:
Transmissão automática TraXon é capaz de definir por GPS quais as marchas mais
adequadas em todos os trechos de uma rota, aumentando a durabilidade do
trem-de-força e reduzindo o consumo de diesel. Presente no Brasil, a
transmissão automática ZF-Ecolife para veículos articulados, biarticulados e
Padron impõe novos padrões de conforto e produtividade para o segmento de
ônibus.

Em um estande com 680 metros quadrados, a ZF vai expor os produtos e
soluções que já estão sendo utilizados por clientes e outras que entrarão no
mercado em breve. Confira abaixo os principais destaques para o Salão de
Hanover. 

Transmissão TraXon 
“Há dois anos, decidimos reformular os nossos conceitos sobre
transmissões automáticas para veículos comerciais. Em vez de melhorar os
produtos já existentes, decidimos escolher o caminho mais árduo: questionamos a
nós mesmos o que o mercado vai exigir nos próximos anos. Nossas conclusões
foram: mais economia de combustível e de emissões, somadas com operações mais
econômicas. Assim, precisávamos de um projeto de transmissão que nos oferecesse
mais liberdade em termos de desenvolvimento de hardware e software. E o
resultado de tudo isto foi a TraXon”, explica Rolf Lutz, membro do
Conselho de Administração e responsável pela divisão de Tecnologia para
Veículos Comerciais do Grupo ZF.
Com 16 velocidades (e até quatro rés opcionais), a transmissão
automática TraXon para caminhões pesados oferece um torque na faixa de 2.800 a
3.500 Nm, podendo chegar a 4.000 Nm. Na comparação com uma transmissão manual,
a redução de combustível foi elevada para 14% (dependendo da aplicação),
enquanto os ruídos provenientes do funcionamento foram reduzidos em 6 decibéis
na comparação com caixas automáticas de gerações anteriores.
Além disso, o produto é 43 mm menor do que a geração anterior,
oferecendo um design que se adapta a diferentes projetos de veículos. E a
transmissão ainda oferece diversas formas de aplicação, podendo ser utilizada
com embreagem seca, como um módulo híbrido de dupla embreagem, e também com
embreagens conversoras de torque. Mas quando se trata de tecnologia, o produto
vai além.
A TraXon oferece o PreVision GPS, um software que integra mapas digitais
que possibilitam o reconhecimento da topografia do terreno e indica, via GPS,
qual a marcha adequada para reduzir o consumo de combustível e aumentar a
durabilidade do trem-de-força. Integrado ao caminhão, o PreVision também pode
evitar que o motorista engate marchas desnecessárias antes da hora. 
Segundo o executivo Rolf Lutz, a produção em série da TraXon começa em
2014. O produto será aplicado inicialmente na Europa, mas segundo Lutz a ZF não
descarta a expansão da oferta do produto para outros mercados. 
ZF-Ecolife 
Já conhecida no Brasil, a ZF-Ecolife é a transmissão automática de 6
marchas que atinge uma redução de até 6% no consumo de combustível em operações
de transporte de passageiros. Para ajudar a economizar combustível, há ainda o
sistema AIS que coloca a transmissão em neutro quando o veículo está
parado. 
O software TopoDyn Life é responsável pelo reconhecimento de topografia
e do peso transportado pelo veículo. A cada 10 metros percorridos, o TopoDyn
decide e aplica a marcha ideal, adaptando-se a todo momento, sempre que o
ônibus enfrentar um mudança na topografia, seja em aclive ou declive. 
E para elevar a segurança dos usuários e a vida útil dos freios, a
ZF-Ecolife 6 marchas aprimorou ainda mais o funcionamento e performance de seu
retardador hidráulico primário que garante eficiência de frenagem até 6 km/h
sem utilização dos freios – uma performance ideal para as aplicações urbanas,
onde a velocidade média dos veículos é baixa. 
4-Point Link 
A 4-Point Link é uma suspensão de eixo traseiro que reduz o peso de
caminhão. Conceito comum na aviação, a produção de componentes mais leves tem
sido adotada recentemente no setor de veículos comerciais. Ao
“emagrecer” o chassi do caminhão, a ZF também consegue a redução do
consumo de combustível junto com o aumento da capacidade de carga. Aumenta-se
ainda o conforto na condução do veículo e reduz-se o desgaste em peças como
rolamentos. 
A 4-Point Link, graças à sua geometria especial e elasticidade, oferece
maior rigidez à torção do chassi. Ele é capaz uma série de componentes de
ligação do chassi convencionais, reduzindo o peso total do eixo. Para conseguir
a leveza, a ZF apostou em matérias-primas com fibras de materiais plásticos,
que chegam a eliminar 11 quilos na comparação com as suspensões de gerações
anteriores. 
Eixo AVE 130 
Com funcionamento elétrico, o eixo AVE 130 AVE para ônibus já provou sua
robustez na Europa: desde 2010, a ZF testa 150 eixos em viações de transporte
urbano, a maior parte em veículos articulados. Já foram alcançados 1,5 milhão
de quilômetros sem surgimento de problemas de manutenção. 
O AVE 130 não é apenas uma inovação no transporte público em termos de
eficiência energética. Outras vantagens surgem porque a unidade de motores está
localizada diretamente nos cubos do eixo. Assim, o espaço de instalação para
assentos pode ser expandido, e os passageiros podem ter um corredor
completamente plano. 
CDC 1XL 
Pela primeira vez, a ZF apresenta a parte traseira de seus Amortecedores
de Controle Contínuo (CDC, de Continuous Damping Control) para veículos
comerciais. O CDC 1XL, como o sistema é chamado, melhora o conforto da condução
e aumenta a segurança da carga. 
O CDC 1XL adapta facilmente o funcionamento dos amortecedores ao tipo de
condução do veículo. Uma unidade eletrônica de controle é a responsável pela
precisão do equipamento. Em situações de risco na estrada, o CDC ajusta o
amortecimento para aumentar a segurança da carga.
GRUPO ZF – Grupo ZF é um dos líderes mundiais no fornecimento de
sistemas de transmissão e tecnologia de chassis para o setor automotivo. Com mais
de 72 mil colaboradores e 117 operações em 26 países, registrou vendas de 15,5
bilhões de euros em 2011. Na América do Sul, a ZF possui cinco unidades em
Sorocaba, São Bernardo do Campo, Araraquara (SP), Belo Horizonte (MG) e San
Francisco (Argentina), e tem como presidente Wilson Bricio. Com cerca de 5,7
mil colaboradores e vendas de R$ 2,2 bilhão, fabrica transmissões para veículos
comerciais, sistemas de direção, sistemas de embreagens, amortecedores e
componentes de chassis para veículos comerciais e de passeio, além de eixos e
transmissões para máquinas agrícolas e reversores marítimos. 
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.