Ônibus Paraibanos

O que é diesel S50?

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos
Matéria/Texto: JC Barboza/Silvia Guimarães  

O que é diesel S50? Para deixar os leitores do nosso portal Ônibus Paraibanos mais inteirados sobre o assunto, fizemos essa matéria mostrando o que é esse tipo de diesel e porque ele é tão necessário nos novos motores que seguem as especificações da norma Proconve P-7 que está em vigor desde janeiro de 2012 no Brasil. Mesmo oito meses depois de sua implantação o diesel S-50 ainda possui uma distribuição irregular, principalmente nas cidades menores do interior.

O enxofre é um material importante na indústria para produção de
fertilizantes, medicamentos, borracha, papel, tintas, corantes, etc. Também é
usado como suplemento alimentar para gado, processos de branqueamento,
sabonetes antissépticos para tratamento de pele e outros. Embora tenha grande
utilidade, o enxofre costuma ser conhecido por seu impacto negativo no meio
ambiente e pelo cheiro desagradável. Na maioria dos
petróleos existe alguma quantidade de enxofre que vai para o diesel e a
gasolina após o processo de refino.
Os veículos
tradicionais funcionam devido à queima do combustível dentro do motor (motor de
combustão interna) e esta queima gera movimento. Infelizmente a combustão
também produz dióxido de enxofre e monóxido de carbono que são os principais
causadores da poluição do ar. No caso do enxofre, além da poluição atmosférica
ele ainda é o responsável pela chuva ácida que provoca destruição de florestas,
alterações no solo, contaminação da água, morte de peixes, etc.
A poluição
atmosférica é mais acentuada nas grandes metrópoles porque concentram maior
quantidade de veículos. Muitas ações têm sido desenvolvidas para mudar esse
panorama e dentre elas a diminuição do teor de enxofre no combustível. Aplicada
há anos em países desenvolvidos, agora também está sendo implantada nas grandes
cidades do Brasil.
No final de
2008 o Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores
(Proconve) estabeleceu a obrigatoriedade do uso do diesel S50 em frotas de
ônibus urbanos e em algumas regiões metropolitanas. Houve certa demora para
implantar em caráter mais amplo o uso do diesel S50, pois as montadoras também
precisavam adequar os veículos ao novo produto. Recentemente a ANP publicou a
resolução 62/2011, que estabeleceu a obrigatoriedade da comercialização do
diesel com baixo teor de enxofre a partir de 1°de janeiro de 2012, sendo que
determinados postos de combustíveis (*) devem disponibilizar o produto para
garantir o abastecimento em todo território nacional.
Desde 2010 o
diesel automotivo nacional está sendo comercializado em três versões que
diferem entre si pelo teor de enxofre e pelas regiões geográficas onde são
comercializados (óleo diesel S50, S500 e S1800).
O diesel S50 é
um produto com teor de enxofre de 50ppm, ou seja, em cada um milhão de gotas de
diesel, apenas 50 gotas serão de enxofre, que é um valor bem aceitável. O
diesel comumente comercializado nas bombas de combustível do país é o S1800,
isto é em cada um milhão de gotas de diesel existem 1800 de enxofre,
considerado um produto muito poluente.
Embora o uso
do diesel S50 seja um grande avanço em relação ao diesel tradicional
brasileiro, ainda há muito espaço para melhoria, pois na Europa, Japão e
Estados Unidos o teor de enxofre no diesel é de 10ppm! O MPT Ministério Público
do Trabalho notificou os postos de São Paulo no final de 2010 estabelecendo
prazo de seis meses para a substituição dos tradicionais termômetros de mercúrio
por outros sem mercúrio.
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.