Ônibus Paraibanos

A tecnologia SCR

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos
Matéria/Texto: JC Barboza

Finalizando a
nossa série de matérias explicando como o se dá o funcionamento dos motores
equipados com o sistema Proconve P-7 ou simplesmente Euro V, vamos mostrar o
que é a tecnologia SCR que em inglês significa Selective Catalytic Reduction e
como ela funciona nos novos motores que seguem as novas normas de emissão de
gases que já vigoram desde o mês de janeiro de 2012. Lembrando que essa
normativa já foi implementada em países como os Estados Unidos, Austrália e
Nova Zelândia desde 2010, já na europa vigora desde Outubro de 2008. Conheçam aqui mais sobre a tecnologia SCR!!!

O que é a tecnologia SCR para caminhões, ônibus e veículos pesados
offroad?
O SCR representa uma tecnologia de pós-tratamento de gases chamada
Selective Catalytic Reduction (Redução Catalisadora Seletiva). Essa tecnologia
requer a utilização de um reagente chamado ARLA 32 (também conhecido como
AdBlue na Europa e DEF nos Estados Unidos) para reduzir quimicamente o NOx.
Quase a totalidade dos fabricantes de veículos pesados decidiu utilizar
essa tecnologia para se adequar à a nova legislação de emissões de NOx.
Tecnologias concorrentes oferecem menores benefícios em eficiência do
combustível e emissões mais altas de CO2. Dessa forma, o SCR é a solução de
custo mais eficaz para se adequar aos padrões de emissões de NOx.
Os principais componentes do sistema SCR são o catalisador SCR, a
unidade de injeção do ARLA 32, o tanque de ARLA 32 e a unidade de controle de
dosagem. O ARLA 32 é injetado no escapamento, antes do catalisador SCR e depois
do motor. Aquecido no escapamento, decompõe-se em amônia e CO2. Quando o NOx
reage com a amônia dentro do catalisador, as moléculas danosas de NOx no
escapamento são convertidas em inofensivas moléculas de nitrogênio e água.
Para o correto funcionamento do sistema SCR, certifique-se de estar
usando apenas o ARLA 32 de alta qualidade. Reagentes de baixa
qualidade, que estão contaminados com materiais estranhos, põem em risco o
catalisador do veículo.
O SCR já é uma tecnologia comprovada que já está em uso em diversos
países.
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.