Ônibus Paraibanos

A nova fase de expansão da Irizar

Fonte: Abrati

Enquanto mantém sem alterações o ritmo de produção de ônibus que havia programado para este primeiro semestre, a Irizar do Brasil trabalha no detalhamento dos projetos de construção da sua nova fábrica de carroçarias, também localizada em Botucatu. Quando estiver concluída, a planta deverá produzir em torno de dez carroçarias por dia — capacidade que poderá ser rapidamente aumentada se necessário. Leiam mais sobre a Irizar aqui!

Os planos de construção da nova fábrica, assim como o cronograma que prevê a inauguração de sua primeira fase dentro de um ano e meio, no máximo, não sofreram alterações. A Irizar brasileira tem planos para continuar aumentando sua participação nos mercados interno e externo e foi isso que o seu diretor superintendente, Axier Etxezarreta, informou durante a visita de cortesia que fez à ABRATI no último dia 10 de maio, em Brasília. Ele estava acompanhado do presidente do Grupo Irizar, José Manuel Orcasitas, e do gerente nacional de vendas da encarroçadora, João Paulo da Cunha Ranalli. Foram recebidos pelo diretor da ABRATI Cláudio Nelson de Abreu, pelo empresário pelo Róger Mansur, da Pluma, pelo superintendente José Luiz Santolin e pelo assessor Ataíde de Almeida. 
DESEMPENHO –  Na ocasião, Etxezarreta fez um rápido balanço da trajetória da Irizar no Brasil e historiou o desempenho alcançado no ano passado, quando a unidade brasileira da encarroçadora, que é espanhola de origem, registrou evolução de 19% na produção. As vendas cresceram 54% no mercado interno e 9% no mercado externo. Em 2011, foram produzidos 705 ônibus na unidade de Botucatu, dos quais 208 colocados no mercado nacional. As 497 unidades exportadas destinaram-se a vários mercados, entre eles Chile, Austrália, África do Sul, Peru, Costa Rica, Nigéria, Gabão, Uruguai, Paraguai e Venezuela.
O diretor superintendente comentou que a produção continua crescendo em 2012: de janeiro a abril saíram 189 ônibus das linhas de montagem. O total projetado para o ano é de aproximadamente 860 carroçarias. Para se ter uma ideia do quanto representa a produção da unidade brasileira no conjunto da produção mundial da Irizar, basta lembrar que no ano passado foram produzidas, ao todo, nas várias unidades da encarroçadora, aproximadamente 5.000 unidades.

O executivo referiu-se ainda à aceitação, no Brasil, do modelo top de linha da Irizar, o ônibus PB. Considerou que “foi muito boa” e informou que, atualmente, 70% das unidades produzidas na fábrica brasileira são do modelo PB.  Especialmente aqui no Brasil, ele tem sido absorvido pelas operadoras rodoviárias e pelas empresas que atuam nas áreas de fretamento e turismo e estão interessadas em oferecer um serviço diferenciado. O PB chama atenção pelo design, pelo acabamento luxuoso e pela grande variedade de itens de conforto.
MAIS EMPREGOS – A nova unidade Irizar vai ocupar aproximadamente 100.000 metros quadrados e estará localizada em uma área total de 250.000 metros quadrados, à margem da Rodovia Marechal Rondon (SP-300). O terreno foi cedido pela Prefeitura de Botucatu, que a encarroçadora está implantando na área o seu novo distrito industrial. A atual fábrica da Irizar foi instalada na cidade em 1997. As negociações entre o município e a diretoria da Irizar do Brasil foram iniciadas em 2010, quando a encarroçadora atingiu seu limite de produção na atual planta, e concluídas em 2011.
Na atual fábrica em Botucatu trabalham 567 funcionários, número que tenderá a crescer significativamente quando a nova planta entrar em funcionamento e a capacidade de produção for sendo gradativamente aumentada. Quando se instalou na cidade, há 15 anos, a encarroçadora começou a produzir com 45 funcionários.
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.