Ônibus Paraibanos

Luciano propõe construção de quatro novos terminais de integração

Fonte: PB Agora

Foto: Paulo Rafael Viana

Um dos pilares do projeto de
mobilidade urbana do candidato Luciano Cartaxo, da coligação “Unidos por João Pessoa”,
é a construção de novos terminais de integração. No total, a cidade ganhará
mais quatro espaços para garantir a confluência do transporte público e o conforto 
dos transeuntes. Além disso, um dos terminais será destinado à conexão entre as cidades que compõem a região
metropolitana da Capital.

As quatro novas redes de integração deverão ser
distribuídas de modo a garantir a ligação entre os grandes corredores de ônibus
da cidade e de forma que garanta a demanda real de passageiros atualmente. As
três estruturas destinadas ao fluxo local serão erguidas nos bairros de
Mangabeira, Oitizeiro e nas divisas dos bairros Cristo e Rangel. O terminal
metropolitano deverá se localizar no Centro.

Mais que garantir uma conexão otimizada do
transporte urbano, as novas integrações deverão ser um espaço de conforto e
praticidade para a população. Além de usar o espaço para fazer uma troca de
condução, os usuários poderão ter acesso a diversos serviços que podem
facilitar sua rotina. “Serão terminais multisserviço, equipados com agências
bancárias e praças de alimentação, por exemplo”, contou Luciano.


Outros
fatores que vão incrementar as estruturas e garantir ainda mais mobilidade para
a cidade são instrumentos como os estacionamentos e bicicletários internos. “O
cidadão poderá guardar o seu carro, moto ou bicicleta e fazer metade do
percurso de ônibus. Essas conexões poderão aprimorar o sistema de locomoção e

 mudar o estilo de vida dos moradores da
Capital”, defendeu o candidato.

O projeto também tem como característica a
garantia de acessibilidade urbana. Atento às necessidades de pessoas com
deficiência, Luciano garantiu que todo o espaço será equipado com a sinalização
e a estrutura adequadas. “Nós vamos sempre discutir a mobilidade vinculada a
acessibilidade. Vamos debater com entidades, instituições e levar o acesso em
consideração para que os que possuem qualquer deficiência possam ter condição
de ir e vir”.

Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.