Ônibus Paraibanos

Transporte coletivo pode ser solução para problemas no trânsito em Patos

Fonte: Mais Patos
O superintendente da STTrans de Patos, Fábio Medeiros, participou nesta terça-feira, (10),  de uma entrevista na no programa Cidade em Debate na rádio Itatiunga FM e debateu com os jornalistas Vicente Conserva e Genival Júnior algumas soluções para o transito de Patos. Os maiores problemas citados pelos jornalistas foram à falta de estacionamento e a lentidão do transito em alguns trechos do centro da cidade.

Fábio Medeiros afirmou que apesar das medidas tomadas pela STTrans a exemplo da instalação de semáforos e lombadas em pontos estratégicos da cidade, ainda não é o suficiente para resolver o problema e que em um futuro bem próximo outras medidas terão que ser tomadas afim de melhorar o transito em Patos.
O superintendente relatou a ideia de tirar os estacionamentos de algumas ruas de centro a exemplo das ruas Pedro Firmino, Avenida Epitácio Pessoa e Solon de Lucena. Com essa medida as ruas teriam mais espaço para o transito. A Avenida Epitácio Pessoa e Solon de Lucena passariam a ter três vias onde melhoraria significativamente o fluxo de veículos.
Com essa medida, os condutores teriam que estacionar seus veículos em ruas e vielas ao redor de centro ou em até mesmo em estacionamentos privados, pratica que já vem acontecendo há algum tempo aqui em Patos. Segundo Fábio, uma possível solução para os problemas de estacionamentos seria a construção de estacionamentos rotativos (medida adotada pelas grandes cidades).Porém, um grande investidor do setor imobiliário em Patos revelou a nossa equipe que os construtores da cidade não tem interesse nesse tipo de imóvel, pois  acreditam que os motoristas não pagariam mais que o valor de uma zona azul por um estacionamento de melhor qualidade:  “Eu vejo as pessoas reclamando porque pagam R$ 2,00 para estacionar seu carro por um dia inteiro na zona azul, imagine se pagariam esse valor por algumas horas nesse tipo de estacionamento que logicamente seria mais caro”, explicou.
O superintendente da STTrans ainda disse  em sua entrevista que uma alternativa para solucionar  este problema no fluxo e no estacionamento seria a implantação de um transporte público de qualidade, dessa forma, o usuário optaria por ônibus para se deslocar ao centro da cidade.
Na cidade já existe uma empresa de transporte coletivo mas o serviço deixa muito a desejar devido a demora na chegada dos ônibus ao ponto,  além disso,  os veículos são velhos e constantemente quebram durante o percurso. Atualmente em Patos há cerca de  36 mil veículos de acordo com dados do DETRAN-PB, além de um grande fluxo de veículos de outros municípios.
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.