Ônibus Paraibanos

Transporte sustentável na Rio +20

Fonte: Transpoonline

Os representantes das delegações que estarão participando da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que acontece no Rio de Janeiro, verão na prática um exemplo genuinamente brasileiro de pesquisa e desenvolvimento de combustíveis alternativos. Os 10 ônibus rodoviários fornecidos pela Mercedes-Benz para o transporte dos delegados são movidos 100% com diesel extraído da cana de açúcar.  A conferência vai até o dia 22 e terá a participação de especialistas de diferentes áreas discutindo soluções sustentáveis para o planeta.

No campo dos combustíveis renováveis o Brasil aparece com destaque no cenário mundial e é o único país no mundo a produzir veículos movidos a bicombustível.  NO setor de transportes, a marca Mercedes tem longo histórico no desenvolvimento e nos testes com o uso de diesel de cana e de biodiesel em caminhões e ônibus no Brasil. Durante a convenção, por exemplo, a montadora terá uma participação oficial para apresentar os resultados dos testes de rodagem de 20 ônibus urbanos que são usados no Rio de Janeiro desde janeiro deste ano utilizando 30% de diesel de cana de açúcar. 
Para capitalizar os investimentos neste ambiente, a montadora vai ainda aproveitar a conferência para anunciada o plano de garantia dos motores da marca com a utilização do biodiesel B20 tanto em caminhões como nos ônibus.  Para Gilberto Leal, gerente de desenvolvimento de motores da montadora, a possibilidade de se usar o combustível diesel 100% de cana é uma grande evolução tecnológica no desenvolvimento de motores movidos a combustíveis sustentáveis. “Isso também atesta a confiança da empresa nessa nova fonte energética para o presente e o futuro da mobilidade nos veículos comerciais”, comenta.
Vantagens – Segundo o executivo, a utilização dos combustíveis alternativos traz inúmeras vantagens para as empresas e os operadores de transporte.  Em razão dos investimentos em pesquisas e testes, o diesel de cana com teor de 30% e agora o biodiesel com teor de 20% podem ser utilizados normalmente em caminhões e ônibus da marca Mercedes, independentemente do ano de fabricação do veículo que não precisar receber nenhuma modificação no motor.
Da mesma forma que os automóveis estão evoluindo em desempenho com uso de deferentes combinações entre álcool e gasolina, no setor comercial já existe uma realidade similar. Falando pela empresa, o executivo destaca que os veículos produzidos pela Mercedes podem ser abastecidos com diesel comercial, diesel de cana e biodiesel.  ”Podemos afirmar que nossos produtos são efetivamente multicombustíveis”, diz. Ao contrário do que ocorre nos automóveis, os caminhões e ônibus preservam a qualidade do desempenho,com menores emissões e reduzido consumo. “Além disso, são mantidos a eficiência e a durabilidade dos produtos”, conclui.
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.