Ônibus Paraibanos

MB amplia sua atuação na América Latina

Fonte: Portal WebTranspo
Matéria / Texto: Redação WebTranspo

A Mercedes-Benz está ampliando a sua participação na América Latina. Desde janeiro deste ano, a subsidiária brasileira responde pelos negócios do Grupo Daimler na região (a montadora pertence à Daimler Truck, braço da Daimler AG). Com isso, a unidade, sediada no Brasil, passou a controlar as operações das fábricas na Colômbia e na Argentina, além dos centros produtivos de São Bernardo do Campo e Campinas, ambas em São Paulo, e a recém-inaugurada em Juiz de Fora, em Minas Gerais.

Jürgen Ziegler, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO para a América Latina, reiterou que este ano é fundamental para as pretensões da marca na região. “Em janeiro e fevereiro, entraram em operação mais uma fábrica de caminhões no Brasil, em Juiz de Fora, e a de chassis de ônibus na Colômbia. Adicionalmente, para gerir toda sua atuação na região, a Empresa criou a divisão de negócios Daimler América Latina”, ressaltou.
Nas fábricas brasileiras são produzidos caminhões e chassis de ônibus, sendo que, na unidade de São Bernardo do Campo, saem da linha de montagem os modelos Atego, Atron e Axor, bem como chassis de ônibus e agregados. Já no centro em Campinas são fabricados produtos remanufaturados da linha RENOV. Na nova planta de Juiz de Fora, a Mercedes produz o Accelo e o Actros.
A unidade argentina responde pela produção da linha Sprinter, caminhões e chassis de ônibus. Enquanto a fábrica colombiana, inaugurada em fevereiro, monta chassis de ônibus, especialmente desenvolvidos para aquele mercado.
O novo braço do Grupo Daimler para a América Latina responde pelas atividades comerciais de produtos das marcas Mercedes-Benz, Fuso, Freightliner, Thomas Built Buses, Western Star e Detroit Diesel em 43 países da região. A nova subsidiária só não controlará as operações no Brasil e na Argentina, que já possuem administração própria dos seus negócios, e do México, que integra outra divisão com os Estados Unidos.
Novidades na Argentina e na Colômbia
A planta argentina Juan Manuel Fangio já iniciou a produção da nova linha Sprinter, que deve chegar ao mercado brasileiro neste mês. Já a fábrica colombiana começou, em fevereiro, a produção de dois modelos de chassis desenvolvidos exclusivamente para o mercado local, sendo um sob a marca Mercedes-Benz e outro sob a marca Thomas Built Buses.

Um dos modelos é um intermediário entre chassi de ônibus urbano e microônibus, que atende às exigências das legislações de emissões Euro 4 e Euro 5. O equipamento possui freios ABS, sistema de freios a disco e suspensão parabólica, com capacidade para 61 passageiros. Já o outro, da Thomas Built Buses, é montado a partir de kits CKD enviados pelos Estados Unidos e conta com transmissão automática e capacidade para 105 passageiros, sendo destinado às linhas alimentadoras do SITP (Sistema Integrado de Transporte Público), modalidade de BRT (Bus Rapid Transit) da capital colombiana.
“Estou muito orgulhoso com a inauguração desta nova linha de montagem. Ela significa muito para nossa Empresa. Entre outros fatores, é o resultado da dedicação de nosso melhor time de especialistas composto por alemães, americanos e brasileiros, que juntos trabalharam com os colegas colombianos para oferecer soluções assertivas para as demandas de transporte de passageiros da Colômbia”, afirma Jürgen Ziegler.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.