Ônibus jardim

Fonte: Busologia Mundial
Matéria / Texto: Michele Roza
Muito se ouve sobre sustentabilidade e preservação dos recursos naturais. Mas, na realidade, poucas são as propostas vindas de organismos públicos para colocarmos em prática o que tanto se fala. Enquanto isso, profissionais de algumas áreas vão pensando estratégias estéticas e sustentáveis para amenizar o caos das grandes cidades. Saibam mais sobre esse ônibus que teve no teto um jardim adaptado.


Foi o que motivou o designer Marco Antonio Castro a idealizar o bus roots, um projeto que tem o objetivo de aproveitar o espaço esquecido no topo dos ônibus e plantar jardins suspensos, atravessando a cidade. O projeto de graduação do designer, na Universidade de Nova York, ganhou, em 2010, o segundo lugar no concurso Design Wala Grand Idea Competition, direcionado a ideias de design que construam um modelo sustentável.A ideia inicial pretendia plantar cerca de 140 mil metros quadrados de plantas no teto de 4,5 mil ônibus da metrópole norte-americana. Um protótipo dos jardins foi instalado no telhado do BioBus, um laboratório de ciências móvel. Depois, ele já chegou a ser testado em um ônibus da cidade de Nova York por 20 meses.

Embora, ainda não tenha sido implantado definitivamente por nenhuma cidade do mundo, os jardins suspensos em cima de ônibus são alternativas que contribuiriam muito com a diminuição das emissões de gás carbônico (CO2) na atmosfera. O que combateria as “ilhas de calor”, fenômeno que, devido à forte presença de poluição e concreto e carência de vegetação nas cidades, torna a área urbana mais quente que o normal. Internauta, o que você acha desse projeto? Ele daria certo nas ruas da sua cidade?
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.