Ônibus Paraibanos

Scania investe R$ 103 milhões em logística

Fonte: Diário do Grande ABC
Matéria / Texto: Leone Farias
A montadora sueca Scania investe cerca de US$ 60 milhões (ou R$ 103 milhões) para melhorar sua estrutura de distribuição de peças na Europa e na América do Sul. O investimento, divulgado ontem pela matriz, na Suécia, engloba a ampliação de instalações em Opglabeek, na Bélgica e a construção de moderno centro logístico em Vinhedo, perto de Campinas, que deverá contar com 16 mil m², o dobro da capacidade do atual, em São Bernardo. Leiam mais!

O plano de montagem do CD (Centro de Distribuição), que já havia sido divulgado pela empresa em julho do ano passado, significará a transferência das operações de peças de reposição do Grande ABC para o interior do Estado. Com isso, haverá a liberação de espaço para atualização e modernização da fábrica na região. As novas instalações ficarão prontas no primeiro trimestre de 2013. Segundo o chefe da divisão de logística de peças da Scania, na Suécia, Jan Andries Oldenkamp, o investimento está sendo feito para que a montadora continue a assegurar alta disponibilidade de peças para o crescente número de veículos da marca em circulação. Ele acrescentou que isso é de grande importância para a rentabilidade dos clientes.
Ao mesmo tempo em que amplia a capacidade na Europa e na América do Sul, a companhia reforça sua estrutura no resto do mundo. Em 2011, por exemplo, montou unidade de distribuição em Cingapura. BRASIL – A Scania Brasil foi, em 2011, pelo terceiro ano seguido, o principal mercado mundial de ônibus da montadora, à frente da Rússia e da Alemanha. De acordo com números divulgados pela empresa, foram comercializados 1.652 ônibus e 13.435 caminhões no ano passado.
Com chassi Scania K230. Translitorânea Turística/RJ
O destaque ficou com os veículos de transporte coletivo de passageiros, em que a empresa registrou crescimento de 83% nas vendas. O desempenho foi marcado pela venda de ônibus a etanol em São Paulo e pela entrada no sistema de corredores exclusivos no Rio de Janeiro. Na área de caminhões, o resultado, de forma geral, não foi tão favorável – houve retração de cerca de 10% em relação ao desempenho do ano anterior -, mas a Scania pôde comemorar a forte aceleração das vendas de semipesados. A empresa ingressou nesse segmento em 2010, com a comercialização de apenas três veículos e, em 2011, vendeu 424 unidades.
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.