Ônibus e carreta se envolvem em acidente na BR-230

Por G1 Paraíba
O motorista do ônibus que se envolveu em um acidente no Sertão paraibano que resultou em sete mortes na manhã deste sábado (7) estava na contramão, segundo o condutor da carreta, também envolvida no acidente, informou à Polícia Rodoviária Federal (PRF). O inspetor S. Gomes explicou que homem que dirigia a carreta ainda tentou puxar o veículo para o acostamento, mas a lateral do ônibus foi arrancada pela parte traseira da carreta. Confiram mais informações sobre esse trágico acidente envolvendo o carro 873 da Guanabara!


A PRF aplicou o teste de alcoolemia no motorista da carreta e não foi detectada a presença de álcool no sangue dele. Ele ainda informou à polícia que o condutor do ônibus, que seguia de João Pessoa para Cajazeiras, estava em alta velocidade. O acidente aconteceu no km 463 da BR-230, no município de Sousa, a 434km da capital João Pessoa. A carreta, que tinha placa da Bahia, seguia viagem de Petrolina, em Pernambuco, para Natal.

Pelo menos sete ficaram presos nas ferragens e morreram com a colisão, incluindo o motorista do ônibus. Os Bombeiros estiveram no local para retirar os corpos das ferragens. Aproximadamente 15 pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas pelo Samu ao Hospital Regional de Sousa.
De acordo com o inspetor S. Gomes, alguns familiares já reconheceram os corpos das vítimas, todos passageiros do ônibus. Além do motorista Aderaldo Fernandes da Silva, de 65 anos, morreram Analice Moreira Antunes, de 61 anos, Mariana Diógenes Moreira, de 31 anos, Antônio Antunes Filho, de 63 anos, Caio Henrique Alipio Pedrosa, de 20 anos, Leandro Gomes dos Santos, de 13 anos, e Maria Aparecida Pedrosa dos Santos, de 14 anos.
Marcopolo Paradiso G6 1200, prefiro 873, o ônibus envolvido no acidente. Nos solidarizamos desde já pelas vítimas, tanto passageiros como o motorista! Força para suportar as perdas a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.