Passageiros reclamam da desorganização da Transnacional no terminal da linha 3200 em JP

Por Click PB
Passageiros de um ônibus da empresa Transnacional que faz a linha 3200 – Circular se revoltaram no final da tarde desta quarta-feira, 14, quando o veículo de transporte coletivo passava no ponto final dos ônibus no bairro Cristo Redentor. Segundo informações de passageiros do transporte, eles foram do Centro da cidade até o ponto finla dos ônibus e quando chegaram lá tiveram que mudar de ônibus “por capricho dos motoristas e cobradores”, relatou uma mulher que estava indo para casa no bairro Valentina de Figueiredo.
Terminal do Cristo das linhas 204, 208, 3200 e 5204. Esse é o alvo das reclamações dos passageiros, que por sinal, estão certíssimos em reclamar desse problema diário

Os passageiros informaram, ainda, que a troca de ônibus acontece sem nenhuma justificativa. “Eu pego ônibus com muita dificuldade, tenho problemas de saúde e não posso caminhar tanto, imagine subir e descer de ônibus sem motivo”, reclamou uma passageira idosa. Os passageiros reclamaram dos ônibus sempre cheios demais e disseram que o motorista não deu justificativa para a mudança do transporte.
____________________
Comentário próprio:
Nessa quinta-feira (15), por volta das 16:30, eu que escrevo esse trecho do texto (Paulo Viana) estava em um do 3200 voltando para casa, mais exatamente no carro 0701. Quando chegou no terminal, o mesmo problema relatado nessa matéria aconteceu. O 0701 estava com a lotação de passageiros sentados, e o ônibus ao lado que não me recordo o prefixo também estava com todos os passageiros sentados. Mas como quem manda só não é o passageiro, nós do 0701 tivemos que mudar de carro, ficando assim em pé quem já estava sentado… eis o problema.

Estar no ponto esperando e vim um ônibus cheio e o cidadão ter que ir em pé é aceitável como em qualquer local do mundo, agora você e mais 30 pessoas já estarem sentadas e ter que ir em pé porque alguém que só não é você quer… aí já é um problema. Vamos ver se depois dessa matéria do Portal Click PB reproduzida acima com os passageiros reclamando, ou com essa mísera opinião própria aqui de um busólogo E PASSAGEIRO PAGANTE  algo vai mudar, ou então comprovaremos melhor a situação de perto, e postar aqui o problema em busca de uma solução para ambos os lados 🙂

2 comentários em “Passageiros reclamam da desorganização da Transnacional no terminal da linha 3200 em JP”

  1. Às vezes não se trata nem de desorganização, e sim por uma questão falta de informação que os operadores não passam aos passageiros:

    Geralmente, os carros do Circular passam por duas viagens ininterruptas, e a troca acontece no final dessa segunda viagem. É assim com todo Circular (1510, 5100, 5110, 1500, 2300), que só vai, nunca volta (só passa uma vez por cada rua e não indo e voltando como uma radial). É claro que um motorista não vai trabalhar todas as 12 horas continuamente nem muito menos o motor do veículo vai ficar ligado o dia todo. E por lógico é necessário uma parada para que tanto motor quanto motorista tenham tempo de descansar. É assim desde os tempos do Setusa – e digo isso morando 23 anos (a minha vida toda) no Cristo/Rangel. Um itinerário inteiro de 3200 leva 1h50min (e imagine o que é o motorista dirigindo três horas por viagem).

    Nesse caso o que falta é transmissão de informação por parte da empresa, informando que o determinado carro deve seguir até o terminal e não o itinerário contínuo, seja isso tanto por letreiro eletrônico ou pelo próprio motorista informando sobre a parada. É ruim, é. Todos tem razão de reclamar, tem. Mas para tudo há uma razão das coisas acontecerem, e o que precisa ser encontrado é um ponto de equilíbrio entre a necessidade dos passageiros e as paradas dos motoristas – que já passam pelo desgaste de dirigir continuamente uma linha Circular.

    O caso do 2300 é pior ainda: além da não-informação, os passageiros são orientados a passar para um outro veículo que na maioria das vezes nem do 2300 é – é do 1519 ou 5120 – e tem que ir para a Integração se quiserem continuar viagem no 2300 – e um outro veículo do 2300 demora para passar ali.

    Em resumo: cada viagem teria que ser informada – se o carro segue continuamente ou se ele deverá parar no ponto de apoio. Assim todos saem ganhando: passageiros e operadores. Essa é a minha opinião.

  2. Já presenciei essa situação da linha 3200 e penso que seria melhor se o terminal da referida linha fosse transferido para o terminal da linha 301; pois assim, atenderia com mais comodidade os usuários que utilizam esse circular indo para o Geisel e Valentina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Os primeiros Jum Buss 360 da Gontijo Repasses de Busscar da UTIL para a Brisa Ideale 1440 da Paraíba Turismo Paradiso DD da Itabus Ideale da VIX Logística Paradiso DD da Fabbitur Paradiso DD da Martinele Transportes Ideale da Tursan Turismo Comil Svelto da Viper Transportes Cidades com Tarifa Zero